Artigos
O que escrevemos
Sudeste

O “Sudeste”, tal como o sector “Este” já abordado em edições anteriores, está associado à energia árvore, uma energia de crescimento. Todavia, este crescimento não é tão acentuado e é mais harmonioso que o da energia de “Este”.

Em termos de trigrama, o “Sudeste” é representado pelo Sun, isto é, o Vento. Por sua vez, este trigrama representa a filha mais velha, cuja  natureza é mais delicada, astuta e menos agressiva do que o filho mais velho. Por isso o seu desenvolvimento é mais sereno. Contudo, as pessoas representadas por este trigrama, Vento, tanto podem ser suaves como a brisa, como violentas como um furacão. A expressão que melhor se lhes adapta é que são pessoas volúveis, que facilmente passam de um extremo ao outro!

Por outro lado, o vento, que “é bom bailador, baila, baila e assobia, baila, baila e rodopia e tudo baila em redor,” tem a capacidade de mudar o posicionamento dos elementos, de interromper e estabelecer ligações, de levar e trazer, sendo por essa razão associado à comunicação, às viagens e ao comércio. Durante o desenvolvimento das plantas, estas alimentam-se de nutrientes e de luz e por esta razão este sector se relaciona com as bênçãos materiais (nutrientes) e espirituais (luz). Este sector cardeal representa também as áreas da prosperidade e da sorte, no decurso da nossa existência.
Em termos de órgãos do corpo humano, está relacionado com vesícula biliar.
No que respeita a cores, os tons verde são os adequados.
A estação é também a Primavera e o momento do dia, é o fim da manhã.

X

sofialobocera.com

No right click