Testemunhos
O que dizem de nós

"É inegável que o Feng Shui renova a forma como olhamos para o que nos rodeia e, de uma forma muito natural, vai permeando os nossos hábitos, sem esforço, sem culpa, ajudando-nos no dia-a-dia a reencontrar a harmonia perdida."

Tiago Fernandes e Vera Chambel


Testemunho

Lá em casa somos quatro, três belas e um cético. E a vida a quatro sempre correu bem, mesmo quando as correrias e conflitos de horários de trabalho, escola e atividades pós-escolares nos atiram esgotados ao fim do dia para cima de um sofá a pensar no que se fez, no que ficou por fazer e no que realmente se queria ter feito. No entanto, na necessidade de encontrar uma forma de colocar um pouco mais de harmonia e ordem procurámos a Sofia e os seus conhecimentos de Feng Shui. Entre as incessantes perguntas da matriarca das belas e os olhares duvidosos do cético, a Sofia, com muita calma, paciência, genuína paixão e um incansável sorriso, lá foi nos conseguindo ensinar a reorganizar a nossa casa e o nosso espaço, em busca de um equilíbrio místico, que segundo consta se esconde por entre cores, pontos cardeais, elementos da natureza e estrelas que ninguém vê. E surpresa!, o místico equilíbrio que procurávamos não se esconde por entre cores, elementos e estrelas, mas sim descobre-se numa mesa organizada, numa bancada de cozinha desimpedida, na reorientação de um sofá que promove o convívio e os jogos em família ou numa cor de parede que nos ajuda a adormecer profundamente, que nos acalma e nos devolve a energia roubada.
Como cético mentiria se dissesse que compreendo os fundamentos ou as justificações que sustentam o Feng Shui. Não compreendo. Mas na verdade não preciso entender, para isso existem as pessoas como a Sofia, para nos guiar nessa visão alternativa à ordem (ou desordem) que o estilo de vida ocidental sorrateiramente veio introduzir no nosso espaço. Tão-pouco posso garantir que o Feng Shui é uma panaceia para os males que assolam a nossa existência familiar, ou que garante sucessos e demais sortes. Não garanto. Afinal, somos nós a principal fonte de bem-estar e harmonia na nossa vida e cabe-nos a tarefa de conquistar a nossa sorte e reclamar os nossos sucessos. Mas é inegável que o Feng Shui renova a forma como olhamos para o que nos rodeia e, de uma forma muito natural, vai permeando os nossos hábitos, sem esforço, sem culpa, ajudando-nos no dia-a-dia a reencontrar a harmonia perdida.

Lá em casa somos quatro. Três belas, que sob o olhar renovado do cético são ainda mais belas, pois há mais tempo em família, mais risos, mais energia. E um cético, que sob o olhar renovado das belas é um pouco menos cético, pois vê estrelas onde as não há, toca sinos, pinta paredes e reorganiza a sua secretária consoante o ponto cardeal ‘na moda’. A vida a quatro sempre correu bem, agora corre melhor…

X

sofialobocera.com

No right click