Artigos
O que escrevemos

Artigos

Olá a todos,

Antes que me perguntem como calcular o respetivo Ming Gua (masculino), deixei-vos uma linda Tabela para poderem consultar e ficarem a saber qual o vosso Ming Gua (masculino).

Recordem apenas que quem nasceu antes de 4 de Fevereiro, pertence ao ano anterior.

Ora, felizmente parece que estamos a começar a desconfinar mas, apesar de estarmos com alguma liberdade, não significa que possamos cair em exageros e descurar os cuidados.

Mas, o que é certo é que a energia que cada um está a viver desperta-nos de diferentes formas consoante a nossa energia. Para alguns apetece-lhes largar tudo e abraçar a rua, para outros apetece-lhes continuar em casa, resguardados e fechados na sua área de conforto.

Então, achei por bem dar-vos algumas dicas de como desconfinar consoante a energia de cada um, isto para que possam viver uma vida em pleno, com mais segurança, mais felicidade, e com mais saúde!

O melhor mesmo é verem o último Live no meu canal do Youtube, que devem subscrever!, pois aí podem ouvir todos os pormenores interessantes. Mas, para aqueles que, ocasionalmente são acometidos de uma certa preguiça, aqui fica um breve resumo... :)

A minha história de venda e compra da minha atual casa já é conhecida pelo público. Para quem não a conhece, muito resumidamente, antes de comprar a minha casa visitei inúmeras alternativas. Sim inúmeras. Para muitos pode parecer exagerado, e talvez o seja até, mas isto acontece devido ao facto de eu ter tanta noção e sensibilidade do quanto uma casa nos influencia e do poder enorme que tem na nossa vida.

E agora vocês perguntam-me: “Mas porquê tanta casa Sofia?”

Bem, em primeiro lugar preciso explicar que tal como diz o povo “todo o pires tem uma chávena” e nas casas é exatamente assim. Na verdade, a casa que comprei foi a primeira que vi, mas por outras razões que para este artigo não têm relevância, achei que devia iniciar uma busca de uma outra casa. Mas lá está, aquela teria de ser a minha casa. E hoje entendo-o porquê e adoro-a.

Uma casa para além de representar na integra a nossa vida, fala por nós, e como referido acima tem a capacidade de nos influenciar e nós a ela. É como se a energia dela ressoasse com a nossa, encontrando-nos uma à outra, e quando nos juntamos, as nossas energias (ondas) propagam-se com a mesma vibração. É como se a linha de tempo fosse a mesma e por isso as casas nos aparecem à frente sempre no momento certo, seja por necessidade ou por outras circunstâncias. Por isso é preciso procurar, até encontrar aquela que virá a ser a nossa casa. E aqui é um dos pontos onde o Feng Shui nos pode ajudar, de modo a fazermos uma seleção mais rápida, após termos definido que tipo de casa queremos, onde, e com que características.

Como tornar a casa mais favorável nesta altura

Olá a todos,

Espero encontrar-vos todos bem e cheios de boas energias!

Para começar, quero aproveitar esta newsletter para vos agradecer. Agradecer por estarem aí, por me ajudarem a ajudar outras pessoas ao partilharem os meus conteúdos e trabalho, por aplicarem as sugestões que vos tenho dado nos Lives, pelos vossos testemunhos, pelos vossos e-mails de agradecimento, enfim, por tudo.

“Como tornar a casa mais favorável nesta altura?”

Esta tem sido talvez das perguntas que mais me têm colocado nestes últimos tempos e nessa sequência, resolvi juntar uma série de sugestões que podem aplicar. Porém, notem que são sugestões gerais e não de carácter particular, pois não analisei a vossa casa, e as coisas poderão ser ligeiramente diferentes.

Então vamos lá ativar a vossa energia e a da vossa casa e dar-lhes outra dinâmica!

  1. A atitude é fundamental nesta fase. Há que ter o foco no que é positivo, nos sonhos, metas, objetivos, nos bons pensamentos, numa boa conduta. Se tivermos pensamentos negativos, vibrarmos no medo, no pânico, na angústia, vamos estar a comprimir a energia da casa, como se fossemos um fator de pressão. Esta até pode estar em modo positivo, mas, ao produzirmos energia negativa, vamos polui-la e inadvertidamente entrar num processo de auto-contágio, pois a nossa casa é uma extensão do nosso corpo, do nosso eu, do nosso dia a dia. Por isso ao trabalharmos/mexermos na casa, conseguimos otimizar e potenciar mais valias nos nossos comportamentos.

Hoje, quando estava a começar a escrever esta newsletter para vos falar que podem ficar descansados porque irão continuar a contar com a minha ajuda, pois continuo a fazer consultas de Feng Shui, e iniciei também uma série de Lives no Instagram e Facebook com dicas específicas para este tempo que estamos a viver, quando entrou um novo e-mail na minha caixa de correio, que me despertou a atenção, e no meio do e-mail dizia assim:

-“ Parabéns pela ideia do live Sofia, tem sido muito útil, no sentido de ajudar a ultrapassarmos esta fase com as melhores energias possíveis… nem que seja sentir a tua jovialidade a entrar pela casa a dentro… :) claro que, na prática nem sempre se consegue aplicar tudo mas, tenta-se! :)

Uma coisa é certa, apesar de tudo, todos aqui em casa se têm sentido bem e confortáveis… A energia deve estar a fluir :) :) :) Eu sou a que tenho mais necessidade de sair… não porque esteja desconfortável, mas porque gosto de rua e preciso disso… especialmente de manhã… mas tenho compensado com mais idas à varanda e com o yoga matinal… Agora estender a roupa virou uma tarefa agradável.”

Regras de Boa Educação

Hoje venho falar-vos de um tema pouco frequente nas minhas newsletters mas, de cuja importância nas relações interpessoais me tenho apercebido. Falo-vos sobre regras de boa educação e Feng Shui.

E se vos disser que os mesmos andam de mãos dadas e que têm grande impacto nas nossas vidas?

Há muito tempo que passo a mensagem que o Feng Shui não se aplica só a casas e a empresas, mas também ao nosso corpo, à nossa mente, à nossa forma de estar, de pensar, de comunicar e de agir.

Todos sabemos que o simples bater de asas de uma borboleta interfere com os equilíbrios do outro lado do planeta.

Imagine agora o impacto que as suas ações têm na vida de quem está mais próximo, daqueles que completam o nosso circulo de contactos.

Muitas vezes durante as consultas as pessoas queixam-se da forma como são tratadas, dos mal entendidos que se lhes deparam, dos litígios e conflitos em que, por vezes inesperadamente se veem envolvidos.

A Astrologia do Ki das 9 Estrelas, é uma astrologia muito simplista, que deriva do I Ching, e é uma das astrologias mais antigas do mundo. Com ela podemos perceber o perfil energético dos indivíduos, e como esse perfil lidará com a energia de um dado ano ou pessoa. É uma astrologia, ainda que básica, engraçada, porque de uma forma ou de outra, as pessoas acabam por sentir estas sensações. Juntar esta astrologia ao BaZi, astrologia chinesa, dá uma composição muito interessante à cerca das características das pessoas e da sua vida.

Para conseguir ler a sua previsão segundo a Astrologia do Ki das 9 Estrelas para 2020, primeiramente terá de calcular o seu Ming Gua Masculino. Para isso, tanto pode consultar os nossos artigos desse tema em www.sofialobocera.com, como assistir ao workshop deste tema que está disponível no nosso canal oficial do Youtube que deve subscrever.

Comecemos então.

A 25 de Janeiro iniciou-se o ano do Rato, mas muitas são as confusões ao longo deste tema e que gostaria de vos esclarecer de uma forma muito prática.

A primeira coisa a reter é que para os orientais existe o calendário lunar e o calendário solar. O Lunar é onde vemos representados os doze animais, os ditos signos, e que é usado para a astrologia chinesa, nomeadamente em BaZi.

Já o ano solar, que dá início a 4 de Fevereiro, que é quando se dá o Lap Chun, isto é, o início da Primavera, é então usado para Feng Shui Yang, para análise das casas e para os perfis energéticos das pessoas, como é o caso da Astrologia do Ki das 9 Estrelas.

Fazer previsões do ano lunar para as pessoas do signo Búfalo, Tigre, Lebre, e por aí em diante, na minha perspectiva pessoal e profissional, é redutor, tal como acontece na nossa astrologia ocidental. Isto porque nomeadamente em BaZi, o fator mais importante é o pilar do dia e consequentemente o animal do dia em que a pessoa nasceu e não o ano. Já com a Astrologia do Ki das 9 Estrelas, o que se analisa é o perfil energético de um individuo e o tipo de energia que vai estar a viver, por isso, é mais transversal e permite-nos ter uma visão global do ano.

Como miminho, deixo-vos então uma breve previsão do perfil energético para 2020 segundo a Astrologia do Ki das 9 Estrelas.

E como vos referi, mais novidades vêm a caminho e uma delas é a parceria com a Medicare, em que os seus sócios beneficiam de condições especiais nos nossos serviços.

parceiro medicare

X

sofialobocera.com

No right click